A influência do astroturfing no fluxo da internet


Postado por: Explay

Buscar avaliações sobre produtos e serviços ou até mesmo sobre pessoas, movimentos ou organizações, a partir dos motores de busca, é hábito comum entre internautas. Esse comportamento somado à facilidade do anonimato na internet são as condições para o desenvolvimento da prática do astroturfing. O termo deriva da palavra inglesa “astroturf”, que quer dizer grama artificial.

Grosseiramente, refere-se a algo que parece, mas não é; ou mesmo a um spam de opinião. Trata-se de uma técnica mal-intencionada de criar comentários e resenhas para favorecer marcas e gerar buzz na internet. O astroturfing tem ainda a finalidade de promover causas sociais e políticas, bem como personalidades. Um movimento “aparentemente” espontâneo dos cidadãos pode ser facilmente fabricado valendo-se da tática de se contratar e pagar pessoas para fingirem fazer parte de um grupo. Os falsos comentários positivos também são conquistados pelo uso de robôs que inflam números de audiência ou resultados de publicidade.

glasses, nose and mustache on a white background depicting a man

 

Robôs no controle

Bing Liu, professor do departamento de ciência da computação da Universidade de Illinois, em Chicago, estima que um terço das resenhas de consumidores na internet sejam falsas. Lutz Finger, especialista em mídias sociais, alega que 51% do tráfego da internet não é ação humana e sim robôs, programas e algoritmos.

Os sites de avaliação de produtos, os blogs e as redes sociais são paraísos para astroturfistas. Muitos softwares permitem mascarar a identidade, o que possibilita que um indivíduo opere personas diferentes, de acordo com seus interesses. Pode-se dizer então que o mesmo poder que a internet tem para criar comunidades serve para destruí-las. 


fake business teamwork concept group of business people with mas

 

 Casos

Um dos casos mais recentes de astroturfing é a acusação de que a Microsoft suborna pessoas para postar comentários positivos no Reddit sobre produtos como o Xbox. Fato que rendeu matéria na Revista Forbes.

A empresa também é suspeita de induzir funcionários do governo americano, jornalistas e blogueiros especializados em tecnologia, além de manipular pessoas que editam a Wikipedia.

O Facebook também é acusado de praticar astroturfing ao moderar comentários da rede Reddit num esforço para criar um consenso falso positivo sobre a compra da fabricante de óculos de realidade virtual, a Oculus Rift.

Comcast e Verizon, fornecedoras de serviços de banda larga nos Estados Unidos, parecem ter se valido do astroturfing para criar um spam de opinião sobre o fato de garantirem que todo o tráfego na rede é tratado com neutralidade; contrariando acusações de que criam vias rápidas e lentas de banda larga.

Sabendo que nosso comportamento e tomada de decisão são influenciados pela opinião de terceiros, o astroturfing pode até ser eficaz, mesmo sendo antiético. Muitos internautas desconhecem que boa parte dos comentários e avaliações contidos na internet são falsos. Essa realidade propicia que surjam no mercado, empresas especializadas em marketing de detração.