Brincando com o mundo


Postado por: Explay

Painel de metas, obtenção de títulos, barras de progresso, desafios, implementação de jogos casuais no cotidiano, conquistas e achievements, acumular pontos, ganhar experiência e passar de nível. Essas são algumas das características usadas para a “Gamificação” – gameficação ou ludificação.

A gamificação pode ser brevemente explicada com o conceito de “design motivacional”. Ou seja, é formada por meio de dispositivos que fomentam vontades natas de competição do ser humano, como a recompensa, realização, auto-expressão, vaidade, altruísmo e reconhecimento.

Alguns estudiosos afirmam que esse cenário sempre existiu em empresas, mas com os avanços da tecnologia foi possível substituir um quadro de metas para um cenário completo de objetivos conquistados, rankeamento em diferentes aspectos, níveis de experiência, e muitas outras possibilidades. Atualmente cada vez mais as empresas de grande porte estão utilizando algum sistema que incentive a gamificação de alguma maneira – acredita-se que em 2015, 70% das grandes empresas terão, pelo menos, um aplicativo nessa área. 

explay blog

Porém não é apenas no ambiente executivo que a gamificação ganha espaço. Aplicativos usados para mostrar visitas do usuário em algum ponto da cidade são, por exemplo, uma forma de incentivar o usuário a frequentar o mesmo local diversas vezes; o app “zombie, run!” deixa a atividade física da corrida muito mais divertida: escolha um local para correr (um parque, as ruas ou até mesmo na esteira) e corra o mais rápido e longe possível para buscar suprimentos médicos, militares ou defensivos, para fortificar seu abrigo anti-zumbi.

No Brasil, a empresa de jogos Mother Gaia criou um app para ajudar nas enchentes de Santa Catarina de 2008, os usuários ajudavam os afetados pelos desastres através de gincanas virtuais e presenciais. Com a ajuda do aplicativo foram construídos pontes, creches e abrigos.

As possibilidades são imensas, desde incentivar a prática de esportes ou hábitos diários, até motivar equipes empresariais ou gerar recursos para startups. Críticos da gamificação afirmam que a facilidade com que se ganha em jogos pode passar uma ideia contrária ao que acontece na vida real, por isso não concordam com a massificação dessa plataforma.

Um vídeo do canal “The Cgbros” mostra a que ponto podemos chegar com a tecnologia, mas isso traria mais vantagens ou desvantagens?

Game Over Message Written In Pixel Blocks