Crowdfunding: veio para ficar


Postado por: Explay

Já ouviu falar em crowdfunding? É o chamado financiamento coletivo, em que várias pessoas investem pequenas quantias de dinheiro em um negócio, ideia ou projeto, via internet. Além de ser um investimento para pessoas físicas, o crowdfunding é também uma ferramenta de negócios para os empreendedores e startups.

Business man save money, eps10 vector format

 

Funciona da seguinte maneira: o empreendedor apresenta seu projeto, diz a quantia que precisa para alcançar o objetivo e define uma data limite para isso. Assim, o público pode acessar o site, saber como funciona o projeto e para qual fim se destina. Depois, é só decidir se vai ajudar e o quanto irá investir. Se a ideia for aprovada, o site que divulgou o financiamento fica com uma porcentagem do valor arrecadado e o empreendedor com o restante.

O modelo crowdfunding é utilizado em vários segmentos de mercado, desde o cultural, de tecnologia e, atualmente, até em uma tentativa de campanha política aqui no Brasil. Porém, ela foi fracassada, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu essa prática entre os candidatos e seus possíveis eleitores. Isso porque as doações dos eleitores devem ser feitas diretamente aos candidatos, pois os sites seriam remunerados para isso e o TSE não admite intermediários.

No segmento do entretenimento, o financiamento coletivo vai de “vento em popa”. Não são poucos os músicos que já conseguiram lançar álbuns com o investimento de seus fãs através destes sites.

Guitarist Hands Playing Guitar Over Black

 A banda Raimundos, por exemplo, usou o crowdfunding para viabilizar a gravação do álbum “Cantigas de Roda”, em 2013. Para isso, a banda usou o site Catarse.me com o objetivo de arrecadar R$55 mil. O projeto foi um sucesso e a banda conseguiu mais que o dobro: cerca de 1.699 pessoas apoiaram a causa e desembolsaram juntas o valor de R$123.278,00. O álbum foi lançado em fevereiro de 2014 e a recompensa para os fãs que ajudaram foi um link com o CD na íntegra, antes do lançamento.

Ainda no ramo do entretenimento, o site BitTorrent, que fornece o serviço de compartilhamento de arquivos online, vai lançar um seriado feito especialmente para quem contribuir com a sua produção. A série vai se chamar “Children of the Machine” e terá no enredo cultura digital, androides e aquecimento global.

O projeto piloto do seriado custará cerca de US$ 1 milhão e sairá do papel caso 250 mil pessoas o apoiem. Porém, todos terão que pagar 10 dólares antecipadamente pelo acesso. Se o projeto funcionar, vai abrir ainda mais espaço para conteúdos diferenciados e originais na internet.

Inspiration concept crumpled paper light bulb metaphor for good

Então fica a dica: ideias nunca são descartáveis. Existem muitas pessoas que acreditam e apoiam o novo e com a internet, isso ficou ainda mais viável. Um salve para o crowdfunding! o/