Desenvolvimento de site na era da concorrência digital


Postado por: Marcos Dias Homepage Web Site Domain Concept

Desenvolvimento de site: os diferenciais para o sucesso

Em 2015, segundo o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tinha registrado mais de 204 milhões de habitantes. Desse número, a pesquisa da agência We Are Social revelou que mais de 108 milhões de brasileiros têm acesso à internet, sendo que 89% procuram ativamente por informações em seu smartphone. Os dados só comprovam a importância da presença das marcas dentro do mundo digital e, uma das ferramentas importantes para o sucesso online, é a forma estratégica do desenvolvimento de site.

Para a grande maioria dos conectados, a empresa que não é encontrada de maneira fácil nos buscadores, simplesmente não existe! Não adianta ter uma grande ideia, um ótimo serviço ou produto, um espaço físico inovador, se sua marca não se adapta as mudanças dos consumidores.

Com a potencialização da internet, limites territoriais não são mais um problema. O desenvolvedor web da Explay Web Agency, Tiago Faller, destaca a importância da marca ser ativa no mundo digital. “Hoje vivemos em um mundo conectado, as pessoas estão conectadas e ter um site significa que estamos no mesmo ambiente dessas pessoas”. E pontua dois fatores primordiais para ter essa consciência: “O primeiro deles é estar próximo a quem queremos atingir, seja por objetivos pessoais ou profissionais. O segundo ponto é que, com a internet, não existem mais barreiras geográficas. Com um site, a empresa pode ter clientes ou parceiros em qualquer lugar do mundo”.

O desenvolvimento de site requer estudos que ultrapassam os detalhes estéticos e atingem diretamente uma estrutura técnica, para alcançar o maior número de pessoas de forma orgânica. “Para um site indexar a contento, ele deve ter conteúdo relevante, boas palavras-chave, carregar rapidamente e ter as tags HTML bem aplicadas. Explorar esses itens, em conjunto, é o caminho do sucesso”, explica o desenvolvedor web. O site deve ser construído de forma que atinja todos os pontos do Search Engine Optimization (SEO) – conjunto de técnicas que têm como principal objetivo tornar os sites mais amigáveis para os sites de busca, trabalhando palavras-chave selecionadas no conteúdo do site de forma que este fique melhor posicionado nos resultados orgânicos.

Mas antes de tudo isso, o caminho é longo e necessita de atenção especial de vários profissionais da comunicação. Na Explay, por exemplo, explica Faller, o processo é gerenciado pelo Gestor de Projetos, que comanda o cronograma das atividades em relação ao deadline e gerencia a equipe com o acompanhamento do briefing. Também há participação do Diretor de Arte, responsável pela criação do layout e suas derivações e dos programadores, que realizarão a codificação e publicação dos sites. Além disso, a agência se destaca pela “competência dos profissionais envolvidos e o foco em resultados para nossos clientes”, ressalta Faller.

Como nem tudo são rosas, existem alguns pontos que podem prejudicar o desempenho da página. “Ignorar o perfil de usuário que irá acessar o site, não estar atento a tendências e novas tecnologias, e não criar um layout que se adapte a diversos tamanhos de tela são os equívocos mais frequentes encontrados no mundo digital”, conta o programador. O processo de desenvolvimento de site é dividido em quatro etapas: briefing, planejamento, produção e treinamento. Durante esse período, a equipe identifica a melhor forma de trabalhar com o segmento do cliente e, em parceria, traçam a melhor estratégia.

De acordo com Faller, atualmente existem três formatos de páginas na web. “O site para desktop, que é o mais comum, que vemos diariamente em nossos computadores; o responsivo, que é um site que se adapta a qualquer tamanho de tela; e o mobile, que é um site otimizado para dispositivos móveis, que geralmente contam com internet mais lenta (3G) e telas pequenas”. Identificar qual o modelo mais adequado para o seu negócio é fundamental para aumentar a visibilidade da página e esse é um dos fatores cruciais para ter um bom relacionamento com o público-alvo.

Quando você é visto, você é lembrado: só em 2014, 51,5 milhões de pessoas fizeram pelo menos uma compra online, o que rendeu, no total, 35,8 bilhões de reais em faturamentos para os e-commerces, apenas no Brasil. Isso só é possível pelo fortalecimento das marcas nas mídias digitais e pela mudança da postura dos consumidores, que cada vez mais optam pelas compras online.

 

Da arte a tecnologia

Desenvolvimento de siteTiago Faller entrou no ramo da tecnologia da informação ao acaso. “Desde sempre minha ideia foi trabalhar com música e cursar licenciatura musical na faculdade. Como não deu certo, acabei cursando Sistemas de Informação por sugestão da minha mãe. Entrei sem saber o que viria pela frente e acabei me apaixonando por tecnologia e negócios digitais”, conta o jovem.

Aos 26 anos, Faller leva a carreira de desenvolvedor web em paralelo com seu sonho na música. “Além de trabalhar com tecnologia, sou professor de bateria e sempre estive envolvido em projetos musicais”. E compartilha: “estou iniciando uma nova banda de Hard Rock, que trabalhará somente com músicas autorais”. Sonhador por natureza, ele não se intimida com os desafios e lembra de uma frase famosa dos desenhos animados: “To infinity and beyond!“.

 

Sobre a Explay

Há seis anos a Explay® Web Agency desenvolve serviços positivamente surpreendentes no universo da Comunicação Online. É uma agência intensamente presente no mundo digital, que maneja com excelência as áreas de web design e marketing digital. Aqui, as melhores práticas são adotadas para termos êxito na construção de uma comunicação online bem-sucedida.

A Explay® trabalha de forma constante com os seguintes serviços: desenvolvimento de site e hotsite, e constante manutenção desses; produção e gestão de conteúdo para blogs e redes sociais; marketing digital de alto impacto; SEO e SEM; anúncios online; planejamento digital; e atendimento personalizado.

Além disso, desempenha suas atividades com atenção às melhores práticas do World Wide Web Consortium (W3C) – entidade internacional que orienta o desenvolvimento web. O resultado são projetos com desempenho superior e compatíveis com a maior gama possível de navegadores e equipamentos do mercado – desktops, notebooks, tablets, smartphones Android, IOS, Windows Phone e outros.