Produtos dispensáveis, ideias geniais


Postado por: Explay

Não importa a classe, idade, gênero ou nacionalidade. É inegável que tablets e os relógios inteligentes sejam objetos de desejo da população. Eles são práticos, modernos, possuem estilo e, o melhor de tudo, mostram que estamos no futuro. Mas mesmo assim, muitas pessoas ainda preferem não comprar um ou vender o que já possui por apenas uma pergunta: para que eu vou usar um tablet? Para que preciso de um relógio inteligente?

Sai um, entra outro

Smartwatch and smartphone communication. Smartphone sending mess

 

Os tablets já viram dias melhores, suas vendas caem a cada ano e um dos motivos é a falta de utilidade real deles. Com os celulares aumentando de tamanho e os computadores ficando mais finos, eles se tornam obsoletos para algumas pessoas. A culpa das baixas vendas vem deles mesmo. Os tablets passaram a ideia de telas maiores para os smartphones e portabilidade para os computadores.

Já os relógios inteligentes são uma moda mais nova, mas a história se repete. Já existem há um tempo e nunca emplacaram. Surge a empresa da fruta, faz uma super apresentação, deixa o produto bonito e prático, e pronto: todos querem um. Os relógios inteligentes marcam a pressão arterial, contam seus passos, conectam ao seu celular, mostram suas notificações e também as horas.

Dispensável, só que não

Black IPhone 5 alike gadget forming human face profile with its

Você pode estar se perguntando, mas como isso vai melhorar o meu dia? A resposta é que não vai. Vamos pensar mais longe, um tablet não faz muita diferença no dia a dia de muitas pessoas, mas eles mudaram o modo que o mundo se comporta. As pessoas começaram a procurar meios mais simples de interagir com a tecnologia, os carros agora contam com telas, o uso do papel no cotidiano diminuiu, a inclusão digital de outras classes e idades foi enorme, entre diversos outros benefícios que os tablets trouxeram.

Os relógios inteligentes irão beneficiar diretamente a saúde e a abundância de sensores poderá diminuir o número de fios que utilizaremos durante o dia. Já pensou em um futuro em que carros conversam entre si por meio de sensores mais avançados? Ou ainda, chegar no médico e ele conseguir um relatório detalhado da sua saúde durante o mês? E isso não está muito longe de acontecer.

Mais ideia, menos produto

Estes produtos provavelmente são dispensáveis para muitos e estão recheados de estratégias de venda de que ano que vem sairá a versão X, com um sensor a mais e uma cor da moda. Porém, as ideias e as tecnologias que foram desenvolvidas para esse produto, podem melhorar nossas vidas de uma forma maior do que pensamos.

Mas, o maior motivo por trás desses produtos não é apenas o produto em si, mas o que podemos realizar com eles. Tablets já são usados em restaurantes para automatizar sistemas de pedidos e ainda mesmo arte. Os relógios inteligentes podem simplificar nossa comunicação, acelerar processos e nos libertar da distração das dezenas de apps em nossos celulares. Quem sabe até humanizar cada vez mais a computação.